Ração x Mistura: o que vale mais a pena?

Se informe e veja o que é mais vantajoso no embate ração x mistura

 

Ração x Mistura. Essa é uma forte discussão entre produtores de todos os portes. Na maioria dos casos, quem tem essa dúvida acaba fazendo uma leitura errada do cenário. Isso porque é comum que produtores levem em consideração apenas o fator custo para analisar o que vale mais a pena.

 

RAÇÃO X MISTURASob essa ótica, muitas vezes, a conclusão pode ser de que fazer a ração na propriedade é mais vantajoso. Porém, a realidade mostra que essa opção, em vários casos, é trazer um problema para si. O primeiro ponto são os estoques. Às vezes, é necessário ter um estoque alto para a viabilização do custo da matéria prima e frete. Assim, os insumos acabam não acompanhando o ritmo de consumo da produção e podem estragar, comprometendo a saúde dos animais.

Outro fator que devemos analisar no embate ração x mistura do ponto de vista fincanceiro é o poder de “barganha”. Principalmente o pequeno produtor, que consome insumos em menor escala, não tem facilidades de negociação com grandes fornecedores. Outra questão são as perdas dos processos e produção da ração, gastos com energia elétrica, mão de obra, manutenção e depresciação dos equipamentos, que somados fazem com que a mistura na propriedade acabe tendo um custo muito maior do que se parece em um primeiro momento, deixando sua mistura mais cara do que a utilização da ração pronta.

 

Do ponto de vista técnico, a formulação de misturas na propriedade também pode gerar dores de cabeça para o produtor, se pensarmos que a mão de obra da propriedade tem diversas especialidades que precisam ter total atenção do funcionário. Produção individual do animal, incidência de aparecimento e tratamento de mastites (inflamação da glândula mamaria), controle da produção de volumosos, controles zootécnicos diversos, criação de bezerros, tratamento e controle de endo e ectoparasitas,dentre outras, devem ser observadas.

Fato é que a mão de obra qualificada tende a ficar cada vez mais escassa no campo, e com as diversas necessidades de atenção na produção, dificulta-se o correto controle da formulação  das rações. Quem faz a mistura em sua propriedade, na maioria das vezes, não consegue atingir os níveis nutricionais balanceados exigidos pela criação. A ração animal pronta, proveniente da indústria, conta com orientação técnica e pessoal capacitado e treinado com a especialidade necessária para produzi-las.

 

Além disso, o porte de maquinário permite processar melhor as matérias-primas. Os processos são mais exatos. Na moagem, por exemplo, o tempo de mistura e a sequência de adição dos ingredientes são controlados, garantindo a excelência do trabalho. A qualidade da ração animal pronta também se destaca. Todas as formulações são analisadas, garantindo que a matéria-prima adicionada tenha condições de atender os níveis nutricionais exigidos. Quando a mistura é realizada na propriedade, em muitos casos, o produtor compra um insumo e ninguém pode lhe garantir que os níveis nutricionais de que sua criação precisa estão presentes, na quantidade e qualidade corretas.

 

Por último, quando comparamos o custo benefício de ração x mistura, devemos pensar também na padronização. Na ração animal pronta, do primeiro ao último produto que sai de uma linha de produção, os nutrientes são exatamente os mesmos. O fato de sua criação ter a garantia de receber a mesma quantidade de nutrientes todas as vezes em que se alimentar faz com que o produtor tenha mais segurança e confiabilidade, não ficando refém da variabilidade dos níveis nutricionais dos ingredientes. Estes serão sempre os mesmos. Assim, é possível planejar seu orçamento e saber antecipadamente a quantidade de insumos necessários para alcançar sua meta, sem se deparar com surpresas.

 

A escolha entre ração x mistura pode fazer a diferença no resultado final de sua produção.  Baixe nosso e-book “Nutrição animal: o passo a passo da produção de insumos” e conheça um pouco mais sobre como é feita uma ração animal de qualidade.

 

Materiais

 

Relacionados

Edital Nº 01/2020

Edital Nº 01/2020

4, fevereiro 2020